Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 12 de agosto de 2018

Solteiro, Cauã Reymond fala do desejo em se tornar pai novamente: “Eu quero ter mais um”

(Foto: Reprodução)

Neste domingo, 12 de agosto, é celebrado o Dia dos Pais. Quem acompanha a vida de Cauã Reymond nas redes sociais já deve ter percebido que ele demonstra ser uma grande paizão para Sofia, de 06 anos, fruto de seu relacionamento com Grazi Massafera.Neste domingo, 12 de agosto, é celebrado o Dia dos Pais. Quem acompanha a vida de Cauã Reymond nas redes sociais já deve ter percebido que ele demonstra ser uma grande paizão para Sofia, de 06 anos, fruto de seu relacionamento com Grazi Massafera.“Essas coisas a gente não escolhe, se quer menino ou menina, mas eu terias várias meninas. Não tem nada melhor do que quando eu estou lá em casa e estão todas amigas da Sofia juntas tendo aula de música. Fico todo babão. Eu adoro”, declarou o ator, que falou ainda sobre os gostos da filha.“Temos ido ao restaurante japonês. Ela come o hot e com o hashi. A gente coloca os elastiquinhos, né? É o nosso melhor momento. Quando a gente fica em casa nos divertimos muitos, mas quando saímos, apenas nós, é muito especial. Parece que ela ganha uns 10 anos. Eu acho muito legal”, disse.

fonte:/www.otvfoco.com.br


Karola vira empregada em Segundo Sol e Remy dispara: “Me serve, vadia”

(Foto: Reprodução/Montagem)

O autor João Emanuel Carneiro tanto fez referências ao seu maior sucesso na teledramaturgia da Globo, Avenida Brasil, em Segundo Sol, que decidiu colocar uma fala icônica na íntegra nas sequências que estão previstas para o dia 3 de setembro.Nelas, o personagem Remy (Vladimir Brichta) vai invadir o apartamento de Karola (Deborah Secco) disposto a se vingar pela humilhação que ela o fez passar, sendo abandonado em um aeroporto do exterior, sem saber se comunicar nem como voltar.Com sangue nos olhos, ele se disfarça de repórter na coletiva de imprensa que ela promove e consegue entrar na cobertura sem ser visto. Ao se despedir de todos, Karola fecha a porta e dá de cara com ele, como se fosse uma assombração.A sequência já começa daí a ser semelhante com a de Nina entrando na casa de Carminha em Avenida Brasil. Furioso, Remy quebra tudo, muda as coisas de lugar e diz que quem passará a mandar no local é ele mesmo, exigindo ainda 7,5 milhões.

fonte:/www.otvfoco.com.br

Cooperótica

Trabalhar demais é tão ruim para a carreira quanto para a saúde
Trabalhar demais pode fazer mal à sua carreira, não só à saúde_HOME
© iStock

Você é um workaholic? Más notícias: não é mais só seu médico que vai brigar com você por virar a noite trabalhando – mas seu chefe, por incrível que pareça, também. Segundo um novo estudo da City University, de Londres, exagerar no trabalho na verdade faz malpara a carreira.
Para chegar a essa conclusão curiosa, os pesquisadores analisaram os efeitos do trabalho exagerado sob dois pontos de vista: o do bem-estar (estresse, fadiga e satisfação profissional) e o dos resultados na carreira (segurança no emprego, reconhecimento e perspectivas de promoção). Eles usaram dados de mais de 50 mil pessoas de 36 países europeus, e incluíram variáveis como se o trabalho envolvia mais esforço físico ou intelectual e o quão livre o funcionário é no quesito horários de expediente.

Os resultados foram claros: o aumento de esforço no trabalho estava associado não só à redução do bem-estar, mas também a resultados profissionais inferiores. Isso foi atestado até em profissões que pagam bem, ou seja, nas que as pessoas até trabalham duro, mas são bem-recompensadas no fim do mês. Os pesquisadores afirmam que os efeitos negativos de se trabalhar muito (como estresse, fadiga e esgotamento) superam o que pode ser obtido ao mostrar serviço à empresa por meio de um esforço extra.
É claro que os patrões valorizam os funcionários bons e engajados no trabalho. Mas, para o bem da empresa, e, mais importante, o seu, nunca é bom exagerar. Qualquer coisa você usa esse estudo e essa nota pra comprovar. De nada.
Ingrid Luisa
Superinteressante
fonte:msn

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário